Cartão Reforma é modelo de política social, afirma Flaviano

por Assessoria em 17 de maio de 2017 às 16:44

10492108_1615790881980146_5613271195072337322_nO deputado Flaviano Melo (PMDB) disse, esta terça-feira,16, em Brasília, que o Cartão Reforma é mais um exemplo da preocupação social do Governo Temer. Lançado em abril e totalmente subsidiado e isento de prestação, o Cartão Reforma garante que famílias que ganham até 3 salários mínimos (cerca de R$ 2,8mil) possam reformar, ampliar, promover acessibilidade ou concluir obras de unidades habitacionais. O programa deverá beneficiar 3,5 milhões de famílias em todo o Brasil. Terão prioridade famílias cujo responsável seja uma mulher, que tenham idosos ou pessoas com deficiência.

O deputado explicou que para participar do Cartão Reforma o beneficiário deverá ser proprietário e morar no local onde será feita a reforma. A média de crédito concedida para a aquisição de material é de R$ 5 mil, com teto de até R$ 9 mil. O benefício é exclusivo para aquisição de material , enquanto que a mão de obra fica sob responsabilidade do beneficiário, da comunidade ou do município. O Cartão tem prazo de um ano.

Emprego e renda

De acordo com Flaviano, o Cartão Reforma vai ajudar na geração de emprego, no aquecimento do mercado de venda de materiais de construção e no aumento de procura de mão de obra especializada como engenheiros, arquitetos e pedreiros. O Governo Federal vai disponibilizar ainda acompanhamento técnico das obras, que terão prazo máximo de 9 meses para conclusão. Famílias de áreas rurais terão também direito ao Programa.Com o Cartão Reforma, disse o parlamentar acreano, o Governo Temer “melhora a qualidade habitacional do país”.