Flaviano solicita informações sobre febre Chikungunia.

O deputado Flaviano Melo (PMDB)elaborou ofício solicitando informações acerca das ações do Ministério da Saúde referentes aos casos da febre chikungunya . Segundo relatório da própria Pasta,  já são mais de 20 casos da doença registrados no Brasil, mais da metade identificados em São Paulo e outros no Rio de janeiro. A doença é semelhante à dengue e  transmitida pelo mesmo mosquito, o  Aedes aegypti.

Segundo o deputado, o caso ganha uma maior relevância para o Estado, já que a grande maioria dos infectados no Brasil são brasileiros que retornaram de missão no Haiti ou haitianos que vieram ao Brasil. E , nos últimos anos, o Acre tornou-se a porta de entrada dos haitianos que vêm para o Brasil em busca de melhores condições de vida, fugindo das mazelas do terremoto de 2010 ou da crise  econômica crônica que assola o país caribenho.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde(OMS), atualmente existe um surto da febre chikungunya no Caribe. A febre se manifesta de dois a sete dias depois da vítima  ser picada pelo mosquito. No ofício, o parlamentar solicita informações acerca do planejamento das ações preventivas(erradicação de focos do mosquito) e curativas  do Ministério da Saúde especificamente para o  Acre. ”Precisamos estar alerta para o aspecto epidemiológico, já que o Brasil – e o Acre em particular- sempre recebeu o estrangeiro de braços abertos, sobretudo os que precisam de auxílio urgente”, lembrou o deputado.

adminFlaviano solicita informações sobre febre Chikungunia.
Share this post