Flaviano cobra recuperação real da Marinho Monte

Flaviano cobra recuperaçaoDa tribuna, o deputado Flaviano Melo (PMDB) exigiu, nesta quinta-feira(25), explicações do Governo Federal sobre um fato, segundo ele, “sério” ocorrido em Brasileia. O deputado relatou que, nesta quarta-feira (24), o governador do Estado, Tião Viana, juntamente com o chefe do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura), Thiago Caetano, fez um documento, entregue ao prefeito do município, dizendo que conveniou com o Ministério das Cidades para intervenção na BR 317. O documento determinava que o prefeito parasse com todas as obras, contratos e licitações, o que incluía a recuperação da av. Marinho Monte, porque a partir daquele momento o Dnit iria assumir a obra.

Flaviano lembrou que em 2012, alocou emenda no valor de R$2 milhões para a recuperação da Marinho Monte, avenida que ainda hoje apresenta péssimas condições em função de suportar tráfico intenso.

-Aloquei os recursos, apesar da prefeitura da época e o Governo do Estado pertencerem ao PT, nosso adversário político-.

Flaviano enfatizou ainda que, na ocasião, o Governo do Estado se comprometeu em desapropriar áreas e tocar a obra, ”No entanto, nada foi feito e os recursos terminaram sendo devolvidos”. Em 2015, continuou o parlamentar, aloquei novamente emenda no valor de R$ 2.250 milhões para as obras de recuperação da Marinho Monte. O montante foi empenhado e aguarda liberação.

Absurdo

-Como em época de vacas magras o Governo Federal, através do DNIT, determina que uma prefeitura municipal abra mão de mais de R$ 2,2 milhões já conveniados e publicados, que serviriam à obra? indaga  o parlamentar. Flaviano acrescenta que tem sido incansável na busca da recuperação da Marinho Monte. “Todos os recursos empregados são bem vindos. O que não admito é que, por capricho, os governos do Estado e Federal causem prejuízo somando agora mais de R 4,2 milhões a uma comunidade tão sofrida como a de Brasiléia”.

Surpresa

Flaviano constatou, ainda, que o Diário Oficial da União (DOU) tinha publicado, no mesmo dia 24, a dispensa de Thiago Caetano da Superintendência do Dnit, o que torna o ato inócuo e ilegal. “Espero que o Governo Federal dê uma explicação sobre isto. Afinal, O Dnit é órgão federal”. A cobrança contou com o apoio do deputado Werles Rocha (PSDB).

cleiamFlaviano cobra recuperação real da Marinho Monte
Share this post