Acreanos poderão tratar câncer sem sair do Estado

“Sabemos que prevenir é sempre melhor. Imagine minha alegria em ver esse Hospital de Amor sendo inaugurado? Tenho certeza que minha gente terá a agilidade nos diagnósticos e a possibilidade de realizar alguns procedimentos aqui mesmo, no Acre. Esse hospital dará o reforço necessário para as pessoas que lutam contra o câncer. Fico muito feliz em ter contribuído com isso.”

A declaração emotiva do deputado Flaviano Melo (MDB-AC) foi feita, nesta terça-feira (20), durante a inauguração da nova unidade do Hospital de Amor [antes denominado Hospital de Câncer de Barretos], em Rio Branco. O parlamentar já vem contribuindo com o Instituto e já destinou mais de R$ 1,5 milhão (um milhão e meio de reais), para ajudar as pessoas a diagnosticarem e tratarem a doença.

A unidade está preparada para realizar mais de oito mil procedimentos por mês e conta com setores para prevenção do câncer de mama e colo de útero, salas cirúrgicas para pequenos procedimentos e exames laboratoriais.

O doutor Henrique Prata, diretor-presidente da Entidade, destacou que vários parlamentares foram acionados, mas que Flaviano desde o início teve a sensibilidade e empenho em trazer uma unidade para o Acre.

“Com esse instituto de prevenção e as três carreatas móveis rodando por todo o Estado, acredito que em poucos anos não teremos mais casos avançados de câncer. Temos muita gratidão pelo deputado Flaviano, que já era parceiro do Hospital, antes mesmo de vim para o Acre”, endossou Prata.

O novo prédio foi viabilizado após uma iniciativa do Ministério Público do Trabalho (MPT-PRT-14), que escolheu negociar os valores de uma multa aplicada ao estado do Acre e reverter o montante em investimentos para auxiliar na construção da unidade.

O procurador-geral Marcos Cutrin, reforçou a importância do ato realizado em defesa da entidade. “A grande vitória do MPT é ter encontrado um meio de devolver esse montante à sociedade com ações que realmente impactem a realidade dos acreanos. Com isso, eu acredito que essa obra seja um conquista histórica na trajetória desta instituição”, disse.

Da Assessoria

 

 

Carola RibeiroAcreanos poderão tratar câncer sem sair do Estado
Share this post